Por: Alan Oliveira | 6 de janeiro de 2017

0.

Pateta com Urijah Faber, o novo campeão Cody e Justin Buchholz (Foto: arquivo pessoal)

Dominick Cruz era um dos campeões mais duros e dominantes do UFC. Era. No último dia 30 de dezembro, no UFC 207, o invicto Cody Garbrandt conseguiu superar o então detentor do título e venceu por decisão dos juízes, se tornando o novo campeão dos galos. Além de atingir tamanho feito com apenas onze lutas na carreira, Cody se deu ao luxo de dançar e provocar Cruz. Em entrevista ao NETFIGHTER, Fabio Pateta, treinador da Alpha Male, equipe de Garbrandt, descartou qualquer rivalidade entre os lutadores, afirmando que foi apenas uma demonstração de confiança de Cody.

“O boxe dele é muito afiado, e estava muito confortável na trocação. Quanto à dança, é normal, é o estilo dele, faz isso até nos treinos. Não é marra, é confiança. Não foi desrespeito ao Cruz, até porque não tem esse negócio de rivalidade entre eles, Dominick é excelente pessoa”, garantiu o treinador de Jiu-Jitsu.

Se não havia rusgas entre Cruz e Garbrandt, Pateta não pode dizer o mesmo sobre a relação deste com TJ Dillashaw, que teve saída conturbada da Alpha Male, e contra quem Pateta acredita ser o primeiro desafiante do novo campeão.

“Cody já limpou a categoria, praticamente. John Lineker vai ter que esperar um pouco, então acho que é a vez do Dillashaw, é uma luta que todos querem ver. Ali sim tem coisa pessoal para resolver. Cody vai dançar se quiser, mas tem que tomar cuidado com TJ, que é muito bom e vem de uma vitória muito madura sobre o próprio Lineker (no mesmo UFC 207)”, avisou o carioca radicado na Califórnia.

Pateta falou também sobre o convite feito a Ronda Rousey, feito pelo treinador Justin Buchholz, para que esta treinasse na Alpha Male, após a derrota para Amanda Nunes no mesmo evento. Fábio adoraria ter a ex-campeã do peso galo na equipe, mas acredita que a luta contra a brasileira tenha sido a última.

“Justin fez o convite, ela seria bem-vinda, estaria em casa. Aqui tem excelentes treinadores, tem três treinadores de boxe, vários wrestlers, vários no Jiu-Jitsu… Estaria bem servida, mas acho que ela não volta mais”, palpitou o faixa preta 3º grau.

 

Deixe seu comentário!