Por: Equipe NetFighter | 20 de dezembro de 2016

0.

Depois de 10 anos figurando entre os tops da categoria, mas sem nunca ter disputado o cinturão, Michael Bisping sagrou-se campeão dos médios do UFC após aceitar lutar contra Luke Rockhold com 17 dias de antecedência no UFC 199, em junho, devido a uma contusão de Chris Weidman e a recusa, também por motivos médicos, de Ronaldo Jacaré em substituí-lo.

O britânico que já havia chocado a todos em 2016 quando venceu Anderson Silva, em fevereiro, nocauteou o favorito Luke Rockhold ainda no primeiro round e se tornou um dos mais improváveis campeões da história do UFC, naquela que era sua vigésima sexta luta pela organização. Entre 2012 e 2014, Bisping teve 3 vitórias e 4 derrotas, sendo a última justamente para Rockhold, por finalização. Desde então Bisping está numa sequência de 5 vitórias, sendo 3 este ano.

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty Images

Em sua primeira defesa de cinturão venceu Dan Henderson, no UFC 204, em Manchester, numa revanche muito aguardada por ele, que desejava se vingar da derrota no UFC 100, onde sofreu um dos maiores nocautes da história do MMA.

O UFC ainda não anunciou quando Michael Bisping defenderá seu cinturão novamente. Enquanto isso, diversos adversários aproveitam para provocar o campeão, famoso justamente pela “trash talk”, e tentar chamar atenção para um possível duelo. Após Yoel Romero e Ronaldo Jacaré, esta semana foi a vez de Anderson Silva pedir uma revanche, alegando que nocauteou Bisping e perdeu por pontos.

Deixe seu comentário!