Por: Equipe NetFighter | 17 de agosto de 2017

0.

*por Guilherme Cosenza

Próxima adversária de Cláudia Gadelha, Jéssica “Bate-Estaca” Andrade esteve presente no evento em comemoração ao marco de “Um ano dos Jogos Olímpicos” onde junto com o ex-lutador e representante do UFC no Brasil, Rodrigo Minotauro e os lutadores Thiago Marreta, Alan Nuguette, entre outros nomes consagrados do UFC, ministraram um aulão de MMA para crianças carentes.

Com exclusividade para o Netfighter, Jéssica falou sobre a luta que acontecerá no UFC Japão, dia 23 de setembro, em Saitama: “vamos nos enfrentar e com certeza quem vencer tem toda chance de lutar novamente pelo cinturão. Vou entrar com muita vontade, mesmo sendo contra uma brasileira, acredito que quando você entra no octógono, você tem que ser profissional e dar o seu melhor. Gosto muito da trocação e sei que a Claudinha é boa no jogo de chão, então a ideia é defender as quedas, trabalhar bem o gás na luta e ir pra cima trincando os dentes e indo para porrada (risos)”.

Jéssica ainda é categórica ao comentar sobre um combate com compatriotas: “não acho que pese lutar contra uma brasileira, para o Brasil é bom, de qualquer forma quem ganhar vai ser sempre uma brasileira (risos). Eu sempre entro muito concentrada e mesmo sendo do mesmo país a gente sabe que um dia pode se encontrar no cage“.

“Na minha própria academia tem inúmeras garotas da mesma categoria que a minha e eu sei que se entrarem um dia no UFC a gente pode acabar se enfrentando. O que precisa é ter profissionalismo, você fazer um bom trabalho e conseguir mostrar ele dentro do octógono”.

A última vez que Jéssica pisou no octógono foi no UFC 211 para tentar o cinturão da categoria contra Joana Jedrzejczyk e perdeu por decisão unânime dos juízes. Atual número 4 do ranking do peso palha feminino, a brasileira afirmou que aceitaria enfrentar sua conterrânea e primeira do ranking pelas redes sociais. Como Gadelha também havia feito o pedido pela luta, o UFC abraçou a idéia e as brasileiras se enfrentarão pela primeira vez no UFC Japão.

Deixe seu comentário!