Por: Equipe NetFighter | 13 de dezembro de 2016

0.

Bispo (esquerda) venceu Moraleida e se sagrou campeão (Foto: Ruiva Fight)

A nona etapa do New Corpore Extreme correspondeu todas as expectativas e levantou o público que lotou, neste sábado (10/12), o Centro de Lutas New Corpore Fight, em Irajá, no Rio de Janeiro (RJ). O dia foi um verdadeiro festival de artes marciais, com mais de 80 lutas amadoras de muay thai, Submission e MMA disputadas ao longo da manhã e da tarde de sábado. Já na parte da noite, no momento mais aguardado do evento, foram realizados 11 combates profissionais de MMA que protagonizaram um lindo espetáculo, com destaque para as apresentações de Alan Bispo, Ari Farias e Alex Pontes.

A nota triste ficou apenas pela falta de profissionalismo demonstrada por Hudson Sombra, que por motivos desconhecidos se recusou, momentos antes do duelo, a enfrentar Victor Romero. Pela desistência de Hudson, Romero foi declarado vencedor por W.O.

Lutando em casa, o carioca Alan Bispo contou com o apoio da esmagadora maioria da torcida presente ao evento, e não decepcionou. Depois de um primeiro round equilibrado, Bispo voltou mais agressivo e foi com tudo para cima do mineiro Daniel Moraleida, que não aguentou o ritmo e foi dominado nos dois rounds seguintes. Com a vitória, Alan se tornou o primeiro campeão peso-pesado (até 120kg) da organização.

“Esse é um momento de muita alegria para mim, não tenho nem palavras para descrever o tamanho da minha felicidade. Quero agradecer muito a minha equipe e ao Renato Dominguez, presidente do NCE, pela oportunidade”, disse Alan Bispo, que se mantém invicto no MMA profissional, agora conta com cinco vitórias.

Ari Farias conquista vitória relâmpago e leva cinturão peso-pena pra casa

No co-main event do evento, o atleta da XGYM Ari Farias passou como um trator por cima do chileno Esteban Zuniga, e no primeiro golpe do embate, um cruzado de direita, deixou o adversário totalmente apagado no solo do cage. Com o triunfo relâmpago, Ari conquistou o cinturão peso-pena (até 66kg) do New Corpore Extreme.

Logo após o anúncio de sua vitória, o atleta da XGYM foi desafiado ainda dentro do cage pelo também lutador Guilherme Cadena. Após uma grande troca de provocações e ofensas, o desafio foi aceito e deve ser realizado na próxima edição da organização.

Em duelo pelo cinturão sênior meio-médio, Alex Pontes derrota Humberto Norambuena

Os meio-médios (até 77kg) seniores Alex Pontes, de 40 anos, e Humberto Norambuena, de 54, comprovaram porque o duelo era um dos mais esperados da noite e protagonizaram talvez a melhor luta da nona etapa do NCE. O combate foi uma verdadeira batalha, com os atletas trocando várias posições de superioridade em pé e no chão. E, em uma decisão controversa, Alex foi declarado vencedor por decisão unânime, conquistando o título sênior da categoria.

O chileno Norambuena, que já foi vice-campeão mundial de taekwondo, em 1989, sofreu sua primeira derrota no MMA profissional. Agora, o veterano possui o cartel de quatro vitórias e apenas uma derrota.

RESULTADOS OFICIAIS

Alan Bispo venceu Daniel Moraleida por decisão dividida (30-28, 28-29, 29-28)

Ari Farias venceu Esteban Zuniga por nocaute aos 18 segundos do primeiro round

Alex Pontes venceu Humberto Norambuena por decisão unânime  (triplo 29-28)

Victor Romero venceu Hudson Sombra por W.O

Gabriel Barreiro venceu Enzo Orellana por nocaute aos 4m44s do primeiro round

Humberto Rangel venceu Wallace Nogueira por finalização (mata-leāo) aos 1m28s do segundo round

Rafael Coreia venceu Bruno Buakaw por nocaute técnico aos 28 segundos do primeiro round

Ronaldo “Jacaré” Ferreira venceu Willy Nogueira por nocaute técnico (desistência verbal) no fim do segundo round

Wanderson Targino venceu David Magliano por decisão dividida (30-27, 30-27, 28-29)

Rafael Gigante venceu Bruno Nicolau por nocaute aos 26 segundos do primeiro round

Marcos Vinícius “Sorriso” venceu Thiago Nunes por finalização (guilhotina) aos 2m46s do primeiro round

 

Deixe seu comentário!