Por: Equipe NetFighter | 27 de agosto de 2016

0.

Montagem com fotos: Getty Images - Laurence Griffins / REUTERS - Toru Hanai
Wrestling Rio 2016. Montagem com fotos: Getty Images – Laurence Griffins / REUTERS – Toru Hanai

Uma semana após o término dos Jogos Olímpicos Rio 2016, muitos já enfrentam uma espécie de “crise de abstinência” dos esportes olímpicos. Para os amantes de luta, separamos cinco destaques que marcaram a Luta Olímpica (Wrestling). Confira:

1 – A japonesa Kaori Icho se tornou a primeira mulher a conquistar o ouro em quatro Olimpíadas e em uma competição individual, ao bater a russa Valeriia Koblova Zholobova na final da luta olímpica, na categoria até 58 kg. A lutadora já era 10 vezes campeã mundial e tem a incrível marca de ter ficado 13 anos sem perder (2003 a 2016). Marca esta que foi batida em janeiro de 2016 no Grand Prix de Kranoyarsk, na Rússia, pela mongol Orkhon Purevdorzh.

2 – O cubano Mijaín Lopez, pentacampeão mundial, foi o campeão na categoria até 130 kg e se tornou o terceiro tricampeão Olímpico da história da luta greco-romana, juntando-se ao sueco Carl Westergren e ao russo Alexander Karelin. Lopez conquistou seu terceiro ouro consecutivo nos Jogos ao derrotar o turco Riza Kayaalp, atual campeão mundial da categoria, por pontos (6 a 0).

#wrestling #cuba🇨🇺 #mijainlopez @usawrestling #olympics

Um vídeo publicado por Braden Barty (@bradenbartymedia) em

3- O americano Kyle Snyder, de apenas 20 anos e atual campeão do mundo, foi o campeão na categoria até 97 kg. Snyder venceu na final o azerbaijano Xetaq Qazyumov e se tornou o lutador americano mais jovem a ganhar um ouro em olimpíadas, recorde este que pertencia a Henry Cejudo, que foi campeão em Pequim em 2008 aos 21 anos e hoje é lutador do UFC.

Risk more then others think is safe. Care more then others think is wise. Dream more then others think is possible.

Uma foto publicada por Kyle Snyder (@snyderman45) em

 

4 – O russo Bilyal Makhov gerou muita expectativa nos fãs de MMA ao assinar contrato com o UFC em 2015, mesmo sem ter lutado pela organização até o momento. Joe Rogan, um dos principais comentaristas de MMA, chegou a dizer que o russo vai dominar a categoria dos pesados do UFC. Bronze nas Olimpíadas de Londres e bronze no último mundial da categoria até 125 kg, o atleta não passou da primeira luta na Rio 2016, caindo ainda na fase classificatória. Bicampeão mundial e tricampeão europeu, o turco Taha Akgül foi o campeão da categoria na Rio 2016.

Bilyal Makhov. Foto: UFC
Bilyal Makhov. Foto: UFC

5 – Uma cena inusitada aconteceu na decisão da medalhe de bronze na categoria até 65 kg, entre Mandakhnaran Ganzorig, da Mongólia e Ilkhativor Navruzov, do Uzbequistão. Faltando poucos segundos para o término da luta, o lutador mongol vencia por 1 ponto e já levantava os braços num início de comemoração, quando o árbitro decidiu puni-lo por falta de combatividade, o que ocasionou o empate e consequente vitória de seu oponente, tendo em vista ter marcado o último ponto. Desesperados com a marcação, os treinadores da Mongólia subiram no tapete e fizeram um “strip-tease”, ficando apenas de sunga, para demonstrar toda sua irritação com o ocorrido.

 

Deixe seu comentário!